Fanboyemmynho – 17/10 a 24/10

Acabou a semana e, surpresa, temos uma dobradinha se repetindo!

MELHOR ATUAÇÃO

Amy Brenneman como Laurie Garvey em “Off The Ramp” – The Leftovers (ver review)

Laurie nunca foi uma personagem muito legal nos moldes comuns: a amargura constante dos Guilty Remnants impedia que a trama deles fosse uma coisa super instigante. Com a saída dela do grupo, a personagem se tornou muito mais interessante e a dor imensa que ela carrega (agora alimentada por novas culpas) foi transmitida muito claramente na atuação incrível da Amy Brenneman em “Off The Ramp”, um daqueles episódios que a gente lembra quando vai falar sobre a série.

Menção honrosa

Melissa McBride como Carol Peletier em “JSS” – The Walking Dead (ver review)

Carol é outra personagem feminina que se desenvolveu muito e não foram as cenas de ação, a genialidade e o papel de salvadora do dia em “JSS” que a trouxeram até essa lista. A Melissa McBride (e o roteiro excelente) mostraram as variações entre a certeza de que aquelas mortes eram necessárias e a culpa imediata, chegando ao ponto incrível no fim do episódio em que ela percebe quanta gente matou. Forte.

MELHOR EPISÓDIO

“Off The Ramp” – The Leftovers

Dobradinha de The Leftovers de novo e isso me deixa bem surpreso. Eu amei a primeira temporada da série, mas não acho que tenha tido algum momento em que a série tenha tido dois episódios excelentes seguidos. Mas “Off The Ramp” foi a primeira vez que eu dei um 10 aqui no blog e acho que isso fala por si só. O episódio foi uma loucura do melhor tipo e fez a gente se conectar com personagens que não eram exatamente favoritos.

Menções honrosas

“JSS” – The Walking Dead

O equilíbrio entre o drama e a ação, com um desenvolvimento de personagens bem crível, é o que me fez passar a amar The Walking Dead. A série evoluiu muito, partindo de uma primeira temporada corrida e com saídas fáceis, com personagens planos, e chegando à sexta temporada como uma série pra gente grande. “JSS” foi um ótimo exemplo, com o “primeiro ato” tão bom e interessante quanto o segundo, com o inesperado ataque.

“Cooked” – The Good Wife (ver review)

Um bom episódio de The Good Wife, para mim, é um desses, que me faz chorar de rir com piadas pouco óbvias. A porta de Eli e as risadas de Veronica fizeram esse papel aqui e, somado ao caso do episódio e a um pouco mais de espaço para Diane, o episódio acabou sendo um dos pontos altos da semana. Mas The Good Wife sempre é.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s