Review: “Devils We Know” S03E04 – Agents of SHIELD

Mas que agilidade é essa, gente? Agents of SHIELD fazendo em episódios o que algumas séries levam temporadas pra fazer, e fazendo bem!

Spoilers TENSOS a seguir.

Desde o começo da temporada atual da série, estamos vendo as tramas avançarem rápido: Simmons foi resgatada logo, Hunter e May se infiltraram rapidamente na HYDRA e em vez de ficar batendo a cabeça na parede brigando com a ATCU, o Coulson se juntou a eles. “Devils We Know” novamente seguiu em frente sem dar muito tempo para respirar e deu um gostinho de Joss Whedon necessário.

O foco do episódio foi dividido entre Hunter e May e Daisy. Essa segunda ainda está tentando montar sua equipe, sem sucesso, já que além dos cuidados que a SHIELD está tomando, ela tem de lidar com a ATCU e com o Lash matando os candidatos. Nesta semana perdemos três, e um deles forneceu algumas pistas do que Lash está fazendo (apesar da pista ter sido depois refutada pelo próprio vilão). As cenas de ação aqui foram boas, mas curtas, e o destaque ficou com o curioso fato de Lash não matar Daisy e possuir uma forma humana, que, segundo ela, pode ser qualquer pessoa.

No campo Hunter e May, as coisas andaram MUITO mais rápido do que eu esperava. Hunter levou as armas contrabandeadas para Ward e conseguiu encerrar as atividades daquele grupo no momento, mas Ward escapou (e levou outro tiro, alguém está contando?). Poderia ter sido uma coisa meio repetitiva, mas dessa vez alguém pagou um preço alto, e foi Andrew, o ex-marido de May, que foi assassinado (aparentemente – eu tendo a suspeitar quando não vemos a morte em si e nem o rosto da pessoa) por Ward e seus capangas por causa da impulsividade de Hunter. Esse conflito entre os dois deve render. Minha única reclamação é em relação ao fato de OUTRO negro do elenco morrer. Já foram Raina, Trip e agora Andrew. Não que eu queira que outras pessoas tivessem morrido, mas já tem poucos negros no elenco, né?

Um terceiro foco (menor) foi em Simmons, Fitz e Bobbi. Enquanto as duas lidam, em segredo, com esse repentino momento Lost de Simmons ao querer voltar ao planeta horroroso em que ela estava, ele está no escuro e tentando entender. Tivemos bons momentos de Bobbi com os dois (gosto cada vez mais dela), mas o golpe mais potente veio no final. Aconteceu alguma coisa com a Simmons por lá, além de fugir de um monstro alienígena, durante os três meses que passou no planeta. Algo que infelizmente só saberemos na semana que vem.

“Devils We Know” trouxe uma morte para a série, ainda que uma morte “pequena”, e avançou a trama mais ainda para o padrão de uma temporada que está super ágil, sem perder o espaço para personagens se desenvolverem.

Ponto alto: fico entre a morte de Andrew e o gancho no fim do episódio, além do ritmo ágil da trama.

Ponto fraco: OUTRO personagem negro morto. Ou supostamente morto.

Nota: “Devils We Know” – 9.0

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s