Review: “201” e “202” – The Affair

Mais um combo de reviews, gente! Mas dessa vez é totalmente justificado: “201” e “202”, os dois primeiros da segunda temporada de The Affair, foram divididos nas partes 1, 2, 3 e 4, cada uma apropriadamente sob o ponto de vista de um personagem. A novidade foi a introdução dos pontos de vista de Helen e Cole, os traídos da história da série. E que novidade!

Spoilers vão acontecer em qualquer versão da história a partir deste parágrafo.

Porque, para quem não conhece, The Affair é uma série que abusa de recursos normalmente ligados à literatura: os narradores não-confiáveis, os mesmos fatos contados por dois personagens diferentes e até mesmo personagens totalmente diferentes dependendo da versão de quem está sendo contada. Na primeira temporada, os episódios foram religiosamente divididos entre Alison e Noah, com as devidas diferenças nas representações dos dois (Alison é muito mais atirada na versão de Noah, enquanto ele é o sedutor na versão dela), fossem os episódios mais “clássicos” em que os mesmos fatos eram contados de maneira bem diferente (e genial), fossem os que seguiam uma ordem cronológica, começando com um e terminando com outro. Agora temos duas novas visões para a história.

Na season premiere, o ponto de vista de Noah contrastou bastante com o da ex-esposa, Helen, interpretada pela maravilhosa Maura Tierney, com direito a versão amargurada e venenosa e outra mais magoada e quase esperançosa de que o marido possa voltar. É sempre nas congruências de duas versões que a gente pode, talvez, suspeitar de que alguma versão daquele personagem corresponde mais à realidade do que outra. Um bom exemplo é o Noah na versão de Helen (agitado, insensível, grosseiro e egoísta) e o Noah da versão de Alison (igualmente egoísta e insensível, mas com um toque mais angustiado).

the-affair-season-2-trailer-no-happily-ever-after-video-ftr[1]

Podemos supor a partir daí que Noah é de fato um homem egoísta e com dificuldade em entender as dores alheias? Difícil dizer, e é essa a beleza desse estilo de narrativa. Já o pai de Helen é claramente um homem odioso, todas as visões comprovam.

No segundo episódio vimos fatos que se passaram ao mesmo tempo, mas pelo olhar de Alison e o ex-marido, Cole. Alison permanece completamente traumatizada pela morte do filho, mas está claramente tentando ser feliz, e foi nítida a empolgação dela ao conseguir o emprego com Yvonne e o marido suspeitamente interessado. Mas Cole brilhou, e Joshua Jackson deixou uma impressão marcante com a atuação versátil. Enquanto a versão de Alison o mostra bonito, bem cuidado e de maneira agressiva e ameaçadora (apesar de gentil ao se oferecer para consertar a descarga), a dele própria traz um personagem e uma visão praticamente oposta dos fatos. O Cole descrito por si mesmo está destruído, insone e foi recebido por uma mulher que tentou fazê-lo sentir-se em casa e que trocou com ele momentos de sinceridade brutal, especialmente quando diz que não pretende voltar, além do abraço final.

É curioso notar como Cole vê Alison de maneira muito positiva, enquanto ela o mostra como um homem que justifica completamente tudo que aconteceu. Difícil tomar lados, e talvez seja ideal não tomar lado nenhum, ainda mais com o final do episódio (passado no tempo presente, com Noah preso pela morte de um dos irmãos de Cole) e aquele olhar de Cole dizendo um monte de coisas – ou nada.

Ponto alto: os novos pontos de vista. Maura Tierney e Joshua Jackson têm muito mais espaço e o segundo se destacou muito num elenco já bem brilhante.

Ponto fraco: a série começou a plantar red herrings – aquelas pistas falsas que servem só para fazer o público acreditar numa teoria para a solução do grande mistério. É um recurso válido, mas meio cansativo, e espero que não fiquem alimentando demais isso, porque o forte da série sempre foram os personagens, e não o crime por trás.

Notas: “Episode 1” – 10
“Episode 2” – 9.5

Anúncios

Um comentário sobre “Review: “201” e “202” – The Affair

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s